Blog

Arquitetura dos cassinos: os cassinos mais impressionantes do mundo

By on 12/14/2020

Os cassinos dependem de seus clientes para gerar receita, mas nem por isso eles precisam restringir o potencial de geração de receita apenas ao seu negócio principal. A arquitetura dos cassinos também atrai muito público para seus espaços.

Por isso, hoje queremos falar sobre os cassinos mais impressionantes do mundo em termos de arquitetura. Mas se arquitetura não desperta tanto o seu interesse, talvez prefira pesquisar online um Estoril Sol Casinos Código Promocional.

Hard Rock International

Tanto o Seminole Hard Rock Hotel & Casino Tampa e o Seminole Hard Rock Hotel & Casino Hollywood, passaram por extensas renovações e expansões que custaram US $ 2,2 bilhões no total.

A expansão de US $ 1,5 bilhão do Seminole Hard Rock Hotel & Casino Hollywood inclui um hotel icônico de guitarras que pode ser visto a quilômetros de distância. Como um farol, ele se estende por 150 metros no céu do sul da Flórida e gera interesse global como um destino turístico.

A torre da guitarra atrai jogadores de cassino e outros visitantes de todo o mundo. Isso coloca o Sul da Flórida no mapa como um destino de jogos de classe mundial e tem um enorme impacto econômico na região.

Cassino La Seyne 

Falando de Arquitetura dos cassinos, essa é uma construção fascinante. Fica em La Seyne-sur-Mer, no sul da França e foi construída junto à água e projetado para incorporar o mesmo espírito dos antigos estaleiros, docas e armazéns que antes ocupavam a mesma área. 

Visualmente, é um edifício amplo, relativamente baixo e geometricamente simples, que se diz assemelhar-se a um grande navio ancorado em certos ângulos. É só de perto que você percebe alguns de seus lados elegantes com paredes de vidro. 

Casino E Hotel Ovalle

O Vale Limari, no Chile, é conhecido como um oásis de belezas naturais e paisagens incríveis, além de ser uma excelente região produtora de vinhos. 

Os antigos que viviam nesta região fizeram suas casas em ravinas, colinas e planaltos. E essa é a imagem que o design do Casino e Hotel Ovalle tenta capturar e construir. 

É uma linda construção, quase monolítica e que nos dá a impressão de que os quartos e corredores foram simplesmente esculpidos na pedra cinza que compreende a maior parte do edifício. O efeito, apesar de suas raízes antigas, é quase intrigantemente moderno.

Costa Brava Gran Casino

Para finalizar nossa lista de arquitetura dos cassinos, temos esse complexo ultramoderno em Lloret de Mar, Espanha. É um casino que foi construído com um forte enfoque na preservação do meio ambiente, entre belos jardins e uma parte mais urbana da cidade. 

Este casino é construído quase como uma gigantesca laje de granito emergindo naturalmente do solo e subindo para enfrentar a parte mais desenvolvida do seu entorno. A parte externa é em grande parte de vidro no andar principal, embora o complexo também se estenda ao subsolo.

A arquitetura dos cassinos é algo que vale a pena notar em sua próxima visita a eles. Planeje sua viagem e os inclua em seu roteiro.

Os 5 museus mais assustadores do mundo

By on 11/17/2020

Se você está acostumado a visitar museus de exposição de artes e de objetos valiosos, esta matéria irá te assustar, ou te deixar curioso caso você goste de coisas apavorantes. Estes museus não tão comuns, estão distribuídos em diversos países no mundo e dispõem de elementos de arrepiar.

Apesar de que os museus assustadores estão abertos o ano todo, no dia de Halloween eles estão lotados, pois assim como os criadores de Halloween online que criaram este jogo inspirados em artigos de horror, os visitantes do museu também aproveita a visita como forma de inspiração para as fantasias e decorações de Halloween.

Agora que você irá descobrir os 5 museus mais assustadores do mundo, poderá se tornar um de seus destinos em sua próxima viagem, mas caso os museus de horror não sejam de seu interesse, você pode começar a preparar-se para manter a distância.

1. Museu médico Siriraj em Bangkok, Thailand

Este museu, o qual também é conhecido como “o museu da morte” expõe corpos humanos mumificados, exames de autópsias, e até bebês prematuros ou ainda dentro da placenta. Este museu pode ser visitado por curiosos e também por estudantes interessados nas áreas do corpo humano.

2. Centro do monstro do Lago Ness e exibições em Drumnadrochit, Escócia

Você já deve ter ouvido a história do monstro do Lago Ness desde quando era criança. Esta história que já possui mais de 500 anos a ser contada, é bastante assustadora e é cheia de mitos.

Agora na cidade de Drumnadrochit na Escócia, caso você não se lembre da história e queira se aprofundar no que as pessoas acreditavam na época do monstro do Lago Ness ali estarão disponíveis muita informação expostas de diversas formas, inclusive através de suas salas interativas.

3. Museu do oculto em Monroe, Estados Unidos

Este é um museu de pequeno porte criado por 2 investigadores paranormais., estes que utilizam o sótão de sua casa para coletar materiais de investigações passadas e agora também disponibiliza suas coleções para visitantes.

Na parte inferior da casa poderão ser encontrados altares satânicos, caveiras, instrumentos para rituais e até mesmo uma boneca exorcizada, a Annabelle doll.

4. Museu nacional da história do funeral em Houston, Texas

Se até o museu da morte existe, é óbvio que o Museu do funeral não poderia ficar de fora dos museus mais arrepiantes. Este museu localizado no Texas, te dará a oportunidade de conhecer uma enorme coleção de caixões, fotografias e informações sobre funerais de pessoas famosas, e até mesmo uma coleção de instrumentos utilizados pelos serviços de funerária.

Jim Evans, CC BY-SA 4.0 https://creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0, via Wikimedia Commons – cropped

5. Museu da farmácia em Nova Orleans,Estados Unidos

Ao redor dos anos de 1800 alguns instrumentos médicos assustadores eram vendidos em farmácias como se fosse um produto qualquer, como uma jarra de sanguessuga por exemplo. O dono desta farmácia também é conhecido por utilizar poções para voodoos e realizar rituais e experimentos com humanos.

Museus passam a adotar cada vez mais as tecnologias de realidade virtual e aumentada

By on 07/27/2020

As tecnologias de realidade virtual e realidade aumentada vem se desenvolvendo de forma muito acelerada. A capacidade de utilização destas tecnologias para trabalho, estudos e diversão oferecem uma grande variedade de opções para o utilizador.

Uma vez pensávamos onde o avanço da qualidade de imagem dos televisores e celulares chegariam, e agora a tecnologia de realidade virtual e realidade aumentada são capazes de fundir o mundo virtual com a nossa realidade, ultrapassando todas as nossas expectativas que um dia imaginamos sobre a evolução.

Agora é possível se sentir dentro de um jogo ou filme como o personagem principal, sentir-se como o piloto dentro de seu próprio drone e até mesmo os museus estão adotando esta tecnologia para dar acesso a mais pessoas a visitarem a exposição de artes sem ter que sair de casa ou dar mais vida a aos visitantes visita ao museu interessados em utilizar os equipamentos.

Realidade aumentada utilizada em museus

Se você ainda não conhece, a realidade aumentada é uma tecnologia que utiliza a câmera de seu celular para implementar elementos gráficos fictícios a imagem real que está sendo gravada a partir da câmera de seu celular.

Em alguns museus, esta tecnologia pode ser utilizada pelo próprio cliente através de seu celular. Ao utilizar o aplicativo do museu, o usuário poderá passar a câmera de seu celular nos objetos, e poderá experienciar através de seu aparelho, animações como visualizar o objeto se movendo, animações de como este seria no passado, sons de fundo, e informações sobre a história e/ ou dimensões do objeto.

Realidade virtual é utilizada para promover visita a museus

Quando a ideia da utilização da tecnologia RV foi implementada para a visualização de artes, alguns museus amedrontavam ter suas visitas reduzidas imensamente e até mesmo o desaparecimento de alguns destes.

Já outros museus viram esta tecnologia como uma forma de promoção de suas artes e de criar ainda mais interesse por parte da audiência, atraindo clientes através de uma pequena animação provocativa, como foi o caso do projeto “RV da idade do bronze” do Museu Britânico. Através desta experiência, foi concluído que foi despertado a audiência do museu, um interesse ainda maior em buscar mais informações sobre os temas vistos.

Oportunidade de conhecimento para mais pessoas

Ainda existe um debate muito grande a respeito da utilização destas tecnologias. Algumas pessoas acreditam que a exposição de artes e objetos históricos devem ser vistos a olho real e não virtualmente, pois perderia o efeito mágico da exposição. É verdade, os museus estão aí para isso, caso contrário os objetos não precisavam estar expostos.

No entanto, há uma comprovação que as tecnologias de realidade virtual e realidade aumentada tem obtido um efeito positivo na sociedade, onde algumas pessoas que vivem distantes dos museus, ou não possuem condição financeira suficiente para viajar e visitar as obras de arte, podem ter o acesso a uma opção mais ainda mais interativa que a visualização das artes por fotos.

A utilização destas tecnologias interativas tem surgido efeito maior desde o ano de 2019, quando as regras de distanciamento social foram implementadas. A visita a museus através de realidade virtual e realidade aumentada são de caráter opcional, sendo que a visita pessoalmente está muito longe de ser proibida.

Museus no Brasil que você deve visitar

By on 04/10/2020

Se você quer incluir em seu roteiro de viagens pelo Brasil alguns museus, temos dicas dos melhores museus de arte do Brasil, que abrigam impressionantes coleções de arte contemporânea, internacional e brasileira.

Desde o mais importante museu da América-latina, o MASP, com exposições de artistas do mundo todo, até à coleção de arte brasileira da Pinacoteca do Estado de São Paulo, que mostra a história e a cultura do Brasil.

Não apenas essas coleções destacam os museus no Brasil que você deve visitar, mas também têm arquitetura e recursos imperdíveis, como jardins de esculturas e jardins botânicos. Aposta Brasil numa viagem cultural!

MASP: Museu de Arte de São Paulo

O MASP é mais famoso museu no Brasil que você deve visitar, por sua impressionante coleção permanente, muitas vezes considerada a melhor coleção de arte ocidental da América Latina.

O prédio foi construído em 1968 e, por si só, é uma obra marcante da arquitetura brasileira moderna. Grande símbolo da arquitetura brasileira.

O museu abriga obras de uma longa lista de mestres como Botticelli, Ticiano, Rafael, Rembrandt, Monet, Renoir, Van Gogh, Matisse, Chagall e até Picasso.

Além disso, o museu faz excelentes exposições temporárias de artistas brasileiros e internacionais.

Pinacoteca do Estado de São Paulo

Também um dos melhores museus no Brasil que você deve visitar, a Pinacoteca do Estado de São Paulo fica em um impressionante prédio do ano de 1900, no centro de São Paulo.

A coleção de pinturas brasileiras deste museu é uma ótima maneira de aprender sobre a história e a cultura do país. No entanto, a Pinacoteca não trata apenas da pintura brasileira; também há uma bela coleção de esculturas francesas.

Museu Oscar Niemeyer

O Museu Oscar Niemeyer fica em Curitiba, no Paraná. O design incomum desse museu, tanto do lado de fora como do lado de dentro, lembra um olho e é o principal destaque de qualquer visita aqui.

Museum Oscar Niemeyer, Curitiba, Brazil

A arquitetura foi projetada por Niemeyer quando ele tinha 95 anos. Além de fornecer informações sobre ele próprio, o museu abriga exposições de arte contemporânea internacional e brasileira e possui um jardim de esculturas ao ar livre.

Museu de Arte Contemporânea de Niterói (MAC)

Mais uma obra de Oscar Niemeyer, que projetou o edifício com o uso de curvas, vidro e água.

O  Museu de Arte Contemporânea de Niterói fica na água e com vista para a cidade do Rio de Janeiro.

Abriga uma notável coleção de arte contemporânea de artistas brasileiros e internacionais.

Centro de Arte Contemporânea de Inhotim

O Centro de Arte Contemporânea Inhotim está localizado em Minas Gerais. Antigamente, era uma fazenda a cerca de 64 quilômetros de Belo Horizonte.

Abriga uma grande coleção de arte contemporânea de artistas brasileiros e internacionais. Esse museu combina arte com uma deslumbrante paisagem.

Essas foram as nossas dicas de museus no Brasil que você deve visitar, seja pelas instalações em si ou pelas coleções que abrigam. Certamente, uma visita que irá te enriquecer em muitos aspectos.

Programe-se e boa viagem!

Os melhores museus esportivos em Portugal

By on 10/09/2019

Todo mundo já deverá saber que Portugal é muito conhecido e prestigiado pelas práticas esportivas, principalmente quando o assunto é futebol, o qual é sem dúvida o esporte mais popular em Portugal.

O que muitos ainda não sabem é que Portugal possui ótimos museus esportivos, que irão te ajudar a aprender ainda mais sobre a história dos esportes praticados em Portugal e dos atletas que ajudaram a levar o nome das seleções portuguesas conhecidas a nível internacional.

Os praticantes de esportes geralmente gostam mais de apostar com o Betzest código de bônus do que visitar museus, mas é provável que esses museus com temas esportivos mudem a idéia que você tem sobre museus.

Museu Nacional do Esporte

Aberto em 2012 em comemoração da participação portuguesa nos jogos Olímpicos, o museu recebeu doações de medalhas e equipamentos esportivos utilizados por atletas e equipas responsáveis a levar Portugal ao pódio.

Ali poderão ser encontrados a bota de ouro conquistada em 1965 por Eusébio, partes de equipamentos utilizados por Rosa Mota quando foi consagrado campeão olímpico em 1988, além de uma biblioteca contendo 60.000 livros em diversas línguas, incluindo “De Arte Gymnastica” escrito por Hieronymi Mercurialis, considerado o primeiro livro esportivo publicado no mundo.

Museu do FC Porto


Um dos maiores times de Portugal, o FC Porto possui um espaço muito moderno e interativos dedicado a história e conquistas da seleção de futebol e também dos times de handebol, basquete e hóquei em patins.

O museu foi inaugurado em 2013 para a comemoração dos 120 anos de aniversário do clube. Este novíssimo espaço de 86 mil metro quadrados contém 27 áreas temáticas e foi construído dentro do próprio estádio do Porto, o estádio do dragão, fazendo com que seja uma ótima oportunidade para uma visita mútua, seja ao estádio que ao museu.

Neste espaço poderão ser encontrados a coleção de troféus adquiridos pelo time na copa UEFA Champions League, informações sobre o prêmio recebido pelo Estádio do Dragão, assim como poderá explorar um pouco da história do time e a relação com a sua cidade. 

A entrada para o museu é grátis, no entanto não está disponível em dias de jogos.

Museu Benfica Cosme Damião

O museu Cosme e Damião, nome o qual foi criado em homenagem a um dos fundadores do clube em 1904, fica localizado nas proximidades do estádio do Benfica. O espaço deste museu possui 4.000 metros quadrados e 3 andares, nada menos merecido para o time com a maior torcida de Portugal.

O museu recebe apaixonados pelo futebol do mundo inteiro e não apenas torcedores do Benfica. Conhecido por ser muito completo, contém troféus, documentos, imagens, áudio e vídeos apresentados de uma maneira muito interativa, relatando a história e as conquistas do Benfica.

Neste recem construido e com aparência moderna, você poderá aprender mais sobre o Benfica e também sobre a história do futebol Português entre as 29 áreas temáticas disponíveis. Alguns dizem que este deverá ser o melhor museu esportivo do mundo.

A era digital e a arte: como a internet afetou este mundo?

By on 01/26/2019

Ao passo que os anos e a tecnologia foram se modificando, a arte também acompanhou todas essas mudanças. Com o surgimento de todas as variações tecnológicas, a internet tornou-se extremamente crucial na rotina de todos os indivíduos, desde a busca de conhecimento, assim como a disponibilidade de várias ferramentas relacionadas com a programação e criação de softwares.

Atualmente, cada vez mais artistas criam conteúdo visual para sites de videogames e apostas esportivas, como por exemplo alguns sites, como o Betclic 2019, site totalmente formulado por grandes artistas digitais. Está aí um dos vários exemplos de como a era digital transformou a arte.

Com a rapidez dos avanços tecnológicos, cada um de nós fomos acostumados a receber diariamente um mundo de informações, assim como a melhoria de tudo o que já havia sido construído antes. Por este motivo, as expectativas estão cada vez mais se tornando altas e cada um busca sempre alguma tecnologia melhor e mais inovadora. Tudo isso pode ser observado com a rapidez da criação de novos telefones, videogames, computadores, gps´s, televisões smart, etc.

Entenda as transformações tecnológicas com relação aos artistas.

Devido a rapidez dos avanços tecnológicos, cada vez é mais comum que os artistas sintam se pressionados em obter uma produção mais acelerada é com maior qualidade. É bastante normal que exista a unificação das distintas formas de arte com o objetivo de  obter algo dotado de inovação, de modo a superar expectativas.

É isso já acontece desde há muito tempo atrás. No século vinte, por exemplo, os avanços tecnológicos teve seu início a unificar a música com vídeos e um século mais tarde, foi possível observar as transformações tecnológicas e digitais já com a televisão.

Portanto, como em todos os meios, os artistas passaram a executar  novas e audaciosas mudanças na sociedade, através da tv, computadores, softwares e internet. Com o avanço da tecnologia, grandes artistas ampliaram seus horizontes para as grandes oportunidades de mercado, sendo então a era digital uma alternativa totalmente cabível nos dias de hoje.

Antes de mais nada, a arte digital pode ser considerada como a responsável pela unificação do trabalho artístico com os engenheiros e cientistas. Ao passo que o artistas passaram a utilizar a tecnologia, elevou-se então o impacto da informação para a sociedade como um todo.

Podemos afirmar inclusive que a era digital aumentou o leque de ferramentas artísticas, inovando assim, as formas e meios de trabalho. A partir da tecnologia, os artistas deixaram lápis, canetas, pincéis e tinteiros de lado, para então utilizar ferramentas como luzes, músicas e pixels. Eles deixam de lado também o papel, para então utilizar imagens digitais ou então gráficos codificados por computadores, gráficos e desenhos tridimensionais, projeção multimídia, dentre outros.

Toda essa nova era tecnológica contribuiu positivamente também com relação a divulgação do trabalho de determinado artista. Mesmo que algum tipo de arte precise de um local físico, no caso de exposições nos quais necessitam de maquinários e instalações complexas, muitos trabalhos mesmo assim ainda podem ser visualizadas por meio de televisão, computadores, telemóveis, redes sociais e internet de um modo geral.

Tais mudanças possibilitaram que os artistas sejam os próprios criadores de suas carreiras, excluindo a necessidade de representantes, através de atuais ferramentas.

Você sabe o que é uma arte interativa? Descubra agora está incrível manifestação artística

By on 11/21/2018

A arte interativa é um meio de demonstrar arte no qual intera o espectador com a obra em si, para então atingir o propósito de interação. Uma grande distinção neste tipo de obra como as demais é que nas obras interativas, o autor não aparece fisicamente, nem de forma abstrata, ou seja, o público não tem nenhuma relação com ele, mas sim com a obra. Trata-se de um conceito totalmente distinto das artes performáticas ou das artes plásticas.

Resumidamente, a interação entre público e autor é abstrata, sendo que a obra em si deve se interagir de forma ativa com o espectador, através de estímulos.

Algumas obras são capazes de  fazer com que o público ande pela obra, como por exemplo esculturas interativas, ou então existem algumas no qual o publico veste a roupa como uma peça de vestuário.

Existem alguns tipos de arte no qual também se utiliza computadores equipados com sensores de diversos tipos, para que sejam capazes de responder a determinados movimentos, temperaturas, efeitos sonoros ou demais tipos de estímulos.

Com a ascensão da internet, por exemplo, o usuário muitas vezes navegam através de hipertextos, sendo que a interação do usuário remotamente altera o decorrer da obra.

Cabe salientar que os artistas que trabalham com este tipo de arte utilizam inovadoras interfaces e meios de trabalho como linha frontal para explorar a interação, dentre estes: vídeos, raios laser, mecatrônica, interação humanos e máquinas, telecomunicações, jogos é a própria internet.

Conheça alguns exemplos de arte interativa existente no mercado

O primeiro exemplo, devemos citar o grande artista chinês Zhang Zhahui, no qual criou uma linda obra feminina e masculina em formato de quadro pintado, no qual possibilita o posicionamento dos indivíduos para fotografias. O quadro se chama “Você e eu”.

Vale destacar também a cidade subterrânea, do artista Leon Keer. Trata-se de um enorme buraco, que por meio de desenhos tridimensionais levam os espectadores a uma cidade subterrânea.   

Ainda falando sobre artes tridimensionais, o artista francês Levalet desenvolveu uma série 3D inédita, utilizando pasta de trigo é pedaços de papel.

Não podemos esquecer do incrível quadro : Before I die, ou seja, em português: Antes de morrer”. O quadro ganhou notoriedade mundial é hoje ele está presente em mais de setenta países. O projeto possibilita que qualquer pessoa divida seus desejos íntimos e pessoais neste quadro, que é público. O público preenche com frases que remetem ao que ela gostaria de fazer antes de morrer.

Os avanços tecnológicos também acompanham os artistas, como no caso do venezuelano Carlos Cruz Diez, que criou uma aplicação para iphones e ipads, conhecida como Experiência Cromática aleatória interativa. Trata-se de permitir ao usuario a manipulaçao de figuras e linhas por determinado tempo.

Ainda relacionada com a tecnologia, existe também um audacioso exemplo. A Audfit é uma roupa para dançar, no qual realiza a leitura dos movimentos, assim como o posicionamento do artista. Tais movimentos sincroniza o som com a coreografia.

Este são exemplos deste tipo de arte, existem milhares de obras primas espalhadas nesse mundão!

Os laços entre desporto e as artes

By on 08/29/2018

Em décadas passadas ainda era possível tentar separar alguns movimentos sociais em categorias separadas, por serem consideradas de esferas distintas da vida cotidiana das pessoas, porém com o passar dos anos essas barreiras foram se diluindo e cada vez são menos visíveis, hoje podemos até separar por exemplo, culinária versus literatura, mas é incontestável, que livros de culinária estão cada dia mais elaborados e seus textos têm cada vez mais entrelaçamento com técnicas literárias, criando um gênero novo nas prateleiras de renomadas livrarias no mundo todo.

No desporto essa tendência não é diferente, pois desde antiga civilização grega, a arte sempre esteve presente como propósito a ser alcançado através do desporto, assim como vemos na arte grega antiga a manifestação do próprio desporto ao retratar um ideal de beleza alcançado apenas pelos atletas e soldados gregos, exaltando indiretamente a atividade física como uma das formas de alcançar o equilíbrio entre mente e corpo. Claro que desporto também significa diversão, e algumas pessoas preferem ter mais emoções realizando apostas esportivas, enquanto outras preferem se divertir em casinos online ganhando rodadas gratuitas ou bônus como em giros grátis.

Inspiração Francesa

Ao estabelecer conexões entre arte e desporto poderíamos escrever todo um tratado sobre a influência de um tema em  outro na história da
arte e do desporto em si. Traçando uma rota da grécia antiga antiga passando pela renascença chegarmos ao movimento pictórico e arquitetônico do neoclassicismo, quase essencialmente um movimento francês que surge quase imediatamente após a revolução francesa e fundação da primeira república.

O movimento surge exatamente como forma de expressão do novo regime de governo da  república francesa em contraposição ao arcaico barroco-rococó que ditava moda nos salões de Versalhes e de outras cortes européias. A nova ordem política e artística trouxe junto o reavivamento dos ideais gregos de beleza e a exaltação do desporto como caminho para se alcançar uma vida equilibrada entre mente e corpo.

Os Jogos Olímpicos modernos

O desporto sempre foi visto indiretamente como um complemento para a vida intelectual e artística, ao associar o movimento com a saúde, o melhor casamento entre o racionalismo da escola francesa e o que seguiria aos século seguinte no continente europeu.

O apogeu da relação entre atividade física e artística culminou com na realização de um sonho, o barão de Coubertin de reavivar um dos eventos míticos da sociedade grega, um evento capaz de cessar guerras e unir adversário durante o período de uma semana: As Olimpíadas, o renascimento dos jogos no fim do século XIX cimentou até o dias atuais a parceria entre arte e desporto. Os primeiros jogos da era moderna foram celebrados em Atenas, remontando a origem antiquíssima deste evento, que tem por característica principal a união dos povos e a propagação dos ideias de paz e liberdade através das práticas desportivas realizadas individualmente ou em grupo, durante o período de realização dos jogos.
Graças a essa herança grega, que hoje temos o poder de apreciar um evento desportivo tal qual a patinação no gelo ou ginástica artística mais do que o desempenho insípido de uma atividade física, mas a realização de uma performance artística completa e com direito a crítica e teorias de como performar de maneira correta, como uma apresentação de balé ou de teatro.

Melhor arte baseada em casinos

By on 08/12/2018

Que os casinos são constituídos e envoltos por muito luxo, isso nós já sabemos desde tempos atrás. Entretanto, alguns deles já se mostram verdadeiros palcos de exposições e obras de arte, de modo a atrair também este público.

Você conhece aquele dito popular que dinheiro chama dinheiro? Pois, aquelas pessoas que são articuladas para jogar e gostam de pluralizar seus ganhos, possuem inteligência financeira maior ainda para realizar seus investimentos em obra de arte. Talvez seja este o motivo pelo qual os cassinos também tornaram se grandes galerias de obra de artes e palcos de exposições para grandes artistas renomados.

Falando de Portugal, o país como um todo nos remete a uma serie de casa de jogos, finamente construídas para os amantes dos jogos e atualmente, também serve de ambiente para que estes artistas possam expor seus trabalhos. Contudo, compreende-se que devido ao tempo limitado de cada um, talvez não seja possível conhecer estes locais fisicamente, mas existe sempre a opção de jogar online através de sites como o Casino Portugal oferece, por exemplo. Este também é um dos motivos pelos quais, nas próximas linhas, iremos contar-lhes como são os principais casinos de Portugal e como a arte está presente nestes.

Atualmente os casinos se unem a grandes expositores, de modo a atender melhor seus clientes

Em Portugal, os casinos já possuem uma ligação muito substancial com o mundo das artes, haja visto que isto já seja algo absolutamente comum em inúmeros dos mais conhecidos espaços para entretenimento do país.

Os seus jogadores podem, ao passo que se divertem ao jogar, conhecer e obter uma riqueza cultura com os expositores que se fazer permanentes nestas casas ou então por grandes exposições sazonais.

Entretanto, este é um fato até mesmo animador se precisares acompanhar algum intelectual em determinada exposição. Enquanto tal pessoa se deleita no mundo das artes, ao passar pela exposição, você pode experimentar as máquinas, melhorando seu conhecimento e realizando testes sobre sua sorte. Lembre-se que, quem nao joga, nao pode saber se um dia ganhará um prêmio exorbitante e, quem sabe, passar a ser milionário.

A arte já presente nos mais famosos casinos de Portugal

Considerando primeiramente o Casino de Funchal, no qual não possui fisicamente uma galeria de exposição da arte, podemos salientar que sua arquitetura moderna já se faz como carta convite aos que apreciam as artes.

O mesmo acontece com o Casino de Tróia, que além de sua estrutura arquitetônica, também possui em seu interior, coleções de Arte Contemporânea.

Desde que o Casino foi inaugurado, cujo nome e Casino Lisboa, sempre teve disponibilizado aos seus visitantes, obras de artistas como Antony Gormley e Fernando Botero.

Mas, o campeão mesmo de amostras e o Casino Estoril, pois desde sua abertura, abrigou quase quinhentas exposições, onde os visitantes puderam conhecer mais de vinte mil peças artísticas. Consequentemente, por este numero que esta casa considera-se como uma das maiores fomentadoras de grandes artistas do todo o país.

Pois bem, descreve-se então, este texto, um novo motivo para que os casinos se façam presentes em seu roteiro em Portugal.

Baralhos de cartas famosos usados em Casinos

By on 07/15/2018

É curioso pensar que em como é fácil chegar em sites que pedem para que você cadastre-se e aposte para jogar facilmente online, mas qual foi a última vez que você tocou em cartas de um baralho de verdade? Aposto que você nem faz a mínima idéia sobre estas curiosidades dos mais famosos baralhos usados em cassinos que você certamente já deve ter-se deparado por aí, mas talvez estivesse concentrado demais no jogo para notar.

Não se sabe exatamente onde surgiram os primeiros baralhos de cartas, mas no entanto estima-se que tenham aparecido na China por volta do século X, derivados do papel-moeda. O baralho como nós conhecemos hoje, só foi introduzido pelos franceses em XVI, onde as 52 cartas se tornaram o padrão e surgiram os naipes simples. Para chegar até o que é usado nas mesas de jogos hoje em dia, houve uma grande evolução dos baralhos e das cartas.

Atualmente, a USPC – The United States Playing Card Company, é a maior produtora e distribuidora de baralhos para todos os casinos ao redor do mundo. Há 150 anos a empresa é líder no mercado, e possui as mais famosas marcas de baralho usadas nas mesas de jogos.

Se nomeássemos a sua marca mais famosa, obviamente a Bicycle sairia na frente. Foi o primeiro baralho de cartas criado pela USPC, originalmente em 1885, e hoje já é a mais famosa marca de cartas da história.

Em meio a segunda guerra mundial, a empresa aliou-se ao governo americano e prestou serviços secretos aos EUA na fabricação de cartas especiais a serem enviadas para prisioneiros de guerra Americanos em campos de concentração Alemães. Ao entrar em contato com a água, as cartas revelavam um mapa secreto traçando uma rota de fuga para os prisioneiros. Edições especiais de cartas também foram impressas na época, em que figuras de tanques de guerra podiam ser vistos no verso das cartas.

Hoje em dia são muito usadas nos casinos, qualquer jogador que se preze já deve ter tido uma em suas mãos. As cartas também são muito usadas por mágicos e ilusionistas em seus truques, ou jogadores casuais.

Outra empresa muito presente nos casinos e casas de jogos é a empresa belga, Cartamundi. Sua marca mais famosa é a Copag, e é comum notar a presença das cartas em salas de Pôquer. As cartas da marca são muito usadas em salas de jogos profissionais e possuem até mesmo uma linha específica com tinta vermelha especial para as câmeras de segurança.

As cartas são feitas em papel especial e propício para reduzir o atrito de forma que aumentem a durabilidade, o que marca a grande preferência de muitos jogadores.